Reserva Ovariana – Como Avaliar?

reserva ovariana

Oi meninas!!!

O artigo sobre a fertilidade foi um verdadeiro sucesso (yuppiiee!!!) e algumas colegas me pediram para falar mais sobre como saber se a reserva ovariana está ok para se programarem com antecedência.

Revendo alguns conceitos…

1. A idade da mulher é fator determinante que tem que ser levado em consideração ao se fazer o planejamento familiar.
2. Com a idade, os óvulos perdem a qualidade e a quantidade, independente do uso de anticoncepcionais e não há nada que possa ser feito.
3. Não custa nada fazer alguns exames de reserva ovariana para planejar bem a futura família.
4. Tendo em mente uma estimativa de sua reserva de óvulos dá pra saber se você pode esperar um pouco mais para começar a aumentar a família.
5. Para a mulheres com baixa reserva ovariana e que ainda não queiram ter filhos, a saída é o congelamento de óvulos, preferencialmente antes dos 35 anos para reduzir a possibilidade de síndromes genéticas.

Leia também:
* Gravidez tardia – Riscos e Benefícios
* A fertilidade da mulher termina mais cedo do que você pensa

Quais exames podem estimar a sua reserva ovariana?

Para uma melhor avaliação da sua reserva, o seu ginecologista deverá pedir os seguintes exames:

 AMH – Hormônio Anti-Mülleriano: Como ele é produzido pelos próprios folículos, quanto maior o seu valor, melhor a reserva ovariana. Como ele praticamente não sofre variações durante o ciclo menstrual, ele tem a melhor acurácia. Pode-se colher em qualquer dia do ciclo. Num boa reserva ovariana ele está normalmente > 1,0 ng/mL.

 FSH – Hormônio Folículo Estimulante: ele diz se os folículos estão crescendo e amadurecendo. Com o aumento da idade, a concentração dele aumenta pois o número de folículos reduz. Como ele tem variações com ciclo menstrual, deve-se colhê-lo entre o 1o e o 3o dia do ciclo. Num boa reserva ovariana ele está normalmente < 10 UI/L.

 CFA – Contagem de folículos antrais: Realizado através do ultrassom endovaginal no início do ciclo menstrual, entre o 2o e 5o dias. Literalmente se conta quantos folículos (entre 2 e 10 mm) existem concomitantemente nos dois ovários. Um número menor que 7 prediz uma baixa reserva. Uma boa reserva ovariana deve ter mais de 8 folículos antrais (somando-se os dois ovários).

reserva ovariana

Ovário normal com boa reserva folicular.

Considerações

É muito importante ressaltar que você deve realizar esses exames sem estar tomando pílula, certo? Espere ao menos um mês sem pílula para que os resultados não sejam mascarados.

Se você tem mais de 30 anos e tem dúvidas sobre a sua própria fertilidade, talvez alguém próximo na família teve menopausa precoce, por exemplo, recorra a esses exames para se planejar melhor.

Claro que manter uma vida saudável, com uma dieta balanceada, exercícios físicos e consultas de rotina anuais, sempre são uma boa pedida!

Espero que tenham gostado!!! Um beijinho no coração! 

Um comentário sobre “Reserva Ovariana – Como Avaliar?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: