Morfológico do Segundo Trimestre


Oi gravidinhas!

Depois da Translucência Nucal, este é o exame mais importante da gestação. Além dos marcadores que vimos no Morfológico de primeiro trimestre, agora iremos olhar outros marcadores e a morfologia mesmo, o aspecto dos órgãos internos do bebê.

É um dos exames mais lindos na minha opinião, porque o bebê cabe todinho na tela, faz gracinhas do tipo brincar com os pezinhos, por a língua pra fora, chupar o dedo, essas coisas. E pra quem não conseguiu descobrir o sexo ainda, essa é a hora! Mas… Existem bebês mais preguiçosos que outros e que não deixam ver nada… Às vezes é necessário a mãe ir duas vezes ao Ultrassonografista para poder terminar o exame ou então ficar “de molho” na clínica, andando de lá pra cá e torcer para que o bebê fique numa posição ideal.

Muitos pais têm dificuldade de “enxergar” o que está na tela. Então quando o Ultrassonografista é paciente (assim como eu ) e explica tudo o que está fazendo e as estruturas que está medindo, o exame fica muito mais interessante 🙂

Qual o período certo pra realizar o exame morfológico?

Cientificamente este exame pode ser realizado entre 18 e 24 semanas, idealmente às 22 semanas. Mas eu gosto de frisar que entre 18 e 20 semanas as estruturas ainda são pequenas e podem gerar dúvidas, principalmente nas mamães que estão acima do peso. Dependendo da posição fetal dá pra ver praticamente tudo o que é importante para essa fase.

O que é possível identificar durante o exame?

Durante o exame nós observamos cada parte do corpo do bebê, determinamos a posição da placenta, a quantidade de líquido amniótico e avaliamos os batimentos cardíacos. Damos uma atenção extra ao cérebro e crânio, rosto, coluna vertebral, coração, tórax, rins, pés e mãos, verificando se está tudo com a aparência normal ou se apresenta alguma anormalidade. Avaliamos também o tamanho dos ossos, cabeça e abdome para estimar o peso e certificar que o bebê está se desenvolvendo adequadamente.Neste exame podemos identificar o “lábio leporino”, aquela fenda que aparece nos lábios superiores de alguns bebês. Podemos notar uma dilatação nos rins, pé-torto congênito (quando os pezinhos do bebê ficam virados pra dentro), malformações cardíacas e cerebrais.

O exame detecta 100% das anomalias?

Bom, mesmo que seja um exame super detalhado e realizado por um profissional com muita experiência, o exame morfológico não é capaz de identificar 100% das possíveis anormalidades do bebê.  Isso acontece porque algumas doenças têm um período certo para aparecer e só se tornam evidentes com o desenvolvimento do bebê. Mas entre 20-24 semanas, o exame morfológico é capaz de detectar até 90% das anormalidades conhecidas.

Caso alguma anormalidade seja identificada, a mamãe será orientada a fazer uma consulta com uma equipe especializada em medicina fetal.

Uma complementação do exame Morfológico que pode ser solicitada pelo seu obstetra e realizado por via endovaginal é a avaliação do colo uterino. São feitas as medidas de comprimento e estudado se o colo está fechado tanto por dentro quanto por fora. Esse exame é muito importante para se avaliar o risco de parto prematuro, quando o bebê nasce antes do momento certo. Quanto mais curto é o colo uterino, maiores as chances disso acontecer. E  prevendo com antecedência, o seu médico pode pedir repouso ou prescrever algum remédio pra evitar que isso ocorra ou, pelo, menos, prolongar a estada do bebê dentro da barriga.

Faça seu comentário, pergunta, ou deixe uma idéia para um novo post 🙂

4 cometários sobre “Morfológico do Segundo Trimestre

  1. Oi. Na realização do meu ultrasson morfologico do segundo trimestre a tbm do meu bebe deu alterada 4 mm a mais doq o normal,gostaria de saber se devo me preocupar ou não já que eu não realizei o ultrasson morfologico de primeiro trimestre que mede a tn. Agora com 33 semnas fiz outro ultrasson porém obstetrico e a medica disse qie está aparentemente normal oque eu faço?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: